quinta-feira, 10 de abril de 2008

A Ana

(Ana Canãs)



A Ana disse ontem
A Ana ficou triste
A Ana também leu
A Ana não existe

É a Ana insiste
A Ana não consegue
A Ana inventou
Ela também merece


A Ana é azeda
Mas é doce quando é doce
A Ana é azeda
Mas muito doce quando é doce

A Ana nada sabe
A Ana sempre canta
A Ana me enrola
A Ana me encanta

A Ana se pintou
A Ana não limpou
A Ana que escreveu
A Ana se esqueceu

Foi a Ana que fez
Foi a Ana que foi
Foi a Ana em fá
Foi a Ana, foi

A Ana ama
A Ana odeia
A Ana sonha
A Ana canta

P.S. 1) Heber! Valeu! Tô adorando!

2) Amigos!!!! Hoje já é quinta!!!!

2 comentários:

Daniel Ferreira disse...

Oi Aninha! Estou em divida com voce e os outros amigos leitores tb...
Na verdade, além de atarefado, ando desanimado...

Mas vou escrever sobre Minas, as mineiras, quero dizer. Risos. Meu primo acaba de chegar de viagem. Esteve aí em Minas. Conversei um pouco com ele sobre a viagem. Ele me disse que gostou muito, tanto do clima "frio" como das pessoas, tranquilas e educadas. Trouxe uma cachacinha. Que maravilha! Como é gostosa, saborosa. Parece mel com cachaça.... Se deixar, fico bebado q nem sinto...rsrsrs
Além disso, me apresentou uma pimenta mineira, q naum arde. Risos. Saborosa...

OBS; Fique tranquila, como boa mineira. Não precisa ter pressa em escrever. Consigo te esperar, como bom baiano também...rsrs

Bjão, Ana!

heberfechine disse...

Anaaa, foi por essa música mesmo que eu te indiquei. E uma música com nosso nome, a gente n resiste, n é?
Ela é ótima. Talentosíssima! Boa de crítica. E tenho certeza que daqui há umas semanas vc já estará imitando os trejeito q ela faz com essa voz!

Mandiga não e Cadê você, eu adoroo!

Iuuuuuu!


=***