sexta-feira, 29 de fevereiro de 2008

Hoje deveria ser feriado...

Fevereiro...

Se não fosse o mês do meu aniversário eu diria que é o mês mais esquisito do ano!
Um mês ansioso... Louco pra acabar! Por isso ele é até mais curtinho!
Daí, como nada é perfeito, pra segurar "as ondas" de fevereiro, de 4 em 4 anos ele ganha mais um dia!
É assim mesmo! Na vida de todo ansioso é assim! Quando a gente tá quase lá, tem que dar dois passinhos atrás... Ai ai ai...
E aí surge o 29 de fevereiro!

Vamos a algumas explicações "teóricas":

Todos sabem que o ano tem 365 dias mas, de quatro em quatro anos uma coisa aparentemente muito estranha acontece: um dia a mais é adicionado ao final do mês de fevereiro, fazendo com que aquele ano tenha 366 dias. O ano que tem 366 dias é chamado ANO BISSEXTO e, nesse caso, encontramos o dia 29 de fevereiro no calendário.

PORQUÊ EXISTE O ANO BISSEXTO?
O Ano Bissexto foi introduzido no calendário devido a uma diferença existente entre o Ano Civil e o Ano Tropical. Parece complicado? Nem tanto!
O Ano Tropical é definido como o intervalo de tempo entre duas passagens sucessivas do Sol sobre um ponto da órbita chamado Equinócio Vernal. Na verdade o planeta Terra é que está orbitando em torno do Sol, mas é mais fácil para o cálculo do Ano Tropical considerar a Terra Fixa e o Sol se movendo. O Equinócio Vernal é um ponto do céu onde observamos o Sol exatamente sobre a linha do equador, em sua passagem do Sul para o Norte. O instante em que o Sol atinge o Equinócio Vernal marca o início do verão no Hemisfério Norte ou o início do inverno no Hemisfério Sul e é comum que se noticie nos jornais a data e hora exata desse acontecimento.


Pois bem, o Ano Tropical tem exatamente 365,24219 dias. Assim, se o calendário definisse o ano como tendo sempre 365 dias, a cada 5 anos teríamos um erro de mais de um dia e, portanto, a data em que ocorreria o Equinócio Vernal seria cada vez mais adiantada. Desse modo, introduziu-se no calendário, a cada quatro anos, um dia adicional que é o dia 29 de fevereiro. Parece um incômodo mas, se isso não fosse feito, a cada 100 anos teríamos um erro de 25 dias e, com o passar do tempo, acabaríamos tendo o Natal no inverno no Hemisfério Sul e no verão do Hemisfério Norte!

Deixando a teoria de lado, vamos voltar para mais uma "viagem" das sextas-feiras. Se 29 de fevereiro só existe de 4 em 4 anos, porque não fazer do dia de hoje um feriado?!
A gente pára e pensa: o que eu estava fazendo hoje no ano passado?!
Nada! Não teve 29 de fevereiro...
O que eu vou fazer hoje, daqui a um ano?!
Nada! Não vai ter 29 de fevereiro!!!
Então?! Deveria ou não ser feriado?!
Já pensou que maravilha?! Estaríamos agora, numa puta sexta-feira, atôa!
Eu estaria num churrasco! Com certeza! Porque a gente não ia deixar para amanhã a farra que a gente poderia fazer hoje!
Mas... Como ainda não é possível... Como ainda não sou Presidente deste nosso país pra decretar feriado... Convoco todos os meus amigos boêmios para resistirem a mais umas tristes 3 horas de trabalho antes do primeiro brinde!

Quintana...

"A maior dor do vento é não ser colorido."
(Mário Quintana)

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2008

Pra você!

Sandrão!
Esse post é pra você!!!
(Depois vem outro! Mais digno! Por hora você vai entender!)
Risos!
Ic! Ic! Ic!
Fudeu com a bicicleta!
(Em seguida viria o tradicional barulim!)
(Mais barulim! Ic! Ic!)
Sandrão! Você é um anjo da guarda?!
(Barulim!)
Não sei como te agradecer...
Só sei que ainda vamos beber muito juntos! Muito mesmo!
(Barulim!)

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2008

Num Blog Amigo

Tava lá... No blog de um amigo...
Achei tão bonito!
Bonito, porque todo mundo precisa prestar atenção em vários sinais que a vida nos dá...
Bonito, porque esquecemos de falar das coisas simples que nos fazem bem...
Bonito, porque parece que meu amigo tá muito feliz! E a gente fica feliz junto!
Bonito, porque tô com medo de tá sentindo algo parecido com isso...

Só assim!!!
Quando encontrar alguém e esse alguém fizer seu coração parar de funcionar por alguns segundos, preste atenção:
Pode ser a pessoa mais importante da sua vida.
Se o primeiro e o último pensamento do dia for essa pessoa, se a vontade de ficar juntos chegar a apertar o coração, fique alerta:
Pode ser a pessoa que você está esperando desde o dia que nasceu.
Se você conseguir em pensamento, sentir o cheiro da pessoa como se ela estivesse ali ao seu lado...
Eita que saudades que sinto!!!
...Continuo sentindo esse perfume em quase todos o lugares. Uma suave e deliciosa fragrância de maracujá...

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2008

Hibernação...



Mais algumas definições úteis para nossos estresses diários:

HIBERNAR
do Lat. hibernare
v. int.,
estar ou cair em hibernação;
passar o Inverno num estado de entorpecimento.

HIBERNAÇÃO
do Lat. hibernatione
s. f., Zool.,
período de repouso invernal de certos animais, durante o qual o seu ritmo metabólico é altamente reduzido.

Eu preciso disso agora! De novo! Acabo de atingir meu período necessário de fuga!
Num güeeeeeeento mais!
Tô pedindo pra sair!
Tô pedindo pra alguém parar o mundo que eu quero descer agora!
Cadê o tal do meteóro????
Quem dera fosse possível ao ser humano se ausentar do mundo por uns seis meses... Quem dera fosse possível depois dessa ausência acordar e ver tudo resolvido...
Quem me dera poder dizer: Amigos! Vou tirar um cochilo! Volto em setembro!

Balanço do Final de Semana

Sexta:
chuva = -1
saída em turma = 1
encontro = 1
acidente = -1
cuidados = 0

Sábado:
café da manhã = 1
quebra pau = -3
chuva = -1
saída em turma = 1
desencontro = -1
"furada" = -1
paquera = 1

Domingo:
saída em turma = 1
bolo = -1
vitória do time = 1
DR desnecessária = -2
filme romântico = 1
chorar = -1

Saldo Final = -4!!!!!

É... Não foi um final de semana... Foram três dias desperdiçados!!!
Bora recuperar isso logo!!!!!

Nostalgia...



NOSTALGIA
do Gr. nostós, regresso + álgos, dor
s. f.,
melancolia, abatimento profundo de tristeza, causado pelas saudades do lar ou da pátria.


Eu completo: saudades de um tempo que por um instante parece ter sido perfeito... de um tempo em que na época não sabíamos que ele nos faria falta, nos traria lembranças... onde tudo era mais fácil, mais leve, menos dolorido... se algumas amizades daquele tempo permanecem até hoje foi porque conseguimos nos aliar ao exército deste tempo... tempo louco... de horas, de dias, de meses e de anos... tempo de histórias...

Oito anos já se passaram desde a nossa formatura. E num dia onde eu acordo com a Legião Urbana martelando "Tempo Perdido" na minha cabeça, abro o MSN e a frase estava lá: 25/02 - 8 anos de formada! Uma amiga me lembrava que há oito anos atrás, numa sexta-feira que também estava nublada (choveu horrores por volta das 19h00!!!) como hoje, nós estávamos todos alucinados por que vestiríamos uma beca, um capelo, receberíamos o nosso "canudo", olharíamos para os nossos pais, irmãos, amantes e num olhar diríamos: Agora sou gente grande!

E ser gente grande é encarar o novo... É encarar mudanças radicais! É encarar um número incrível de responsabilidades... É ter o seu dinheiro, ser dono do seu nariz, fazer o que quiser, na hora que quiser, com quem quiser... E mesmo assim...

Querer voltar pro "Tempo Perdido"... Pra barra da saia da mãe... Pros cadernos à limpo, de matemática, português, ciências, história e geografia... Pros recreios que não eram apenas uma xícara de café feito na cafeiteira da minúscula cozinha do escritório...
Voltar pro tempo que os amores trocavam bilhetinhos durante a aula e te esperavam para irem andando ao seu lado até a porta da sua casa... Pros aniversários dançantes onde aquele menino lindo te chamava para dançar e o máximo que acontecia era as bochechas se encontrarem e um calor de febre surgir... E você ficava com o tema de Top Gun - Asas Indomáveis por meses tocando no seu cassete... Mesmo que o garoto não se parecesse nada com o Tom Cruise... Mas ele era o seu astro!... Voltar pro tempo onde não chorávamos vendo filmes românticos, no máximo em Sociedade dos Poetas Mortos, porque não nos transportávamos para aquelas cenas... (Me acabei de chorar ontem à noite assistindo Encontro Marcado!)
Voltar pro lado das amigas e suas Revistas Capricho onde não fazíamos idéia do tanto que uma TPM pode te irritar, de que homens idiotas podem te irritar, de que chefes idiotas podem te irritar, de que a amiga da amiga da amiga pode te irritar, e você ainda tem que fingir que "está tudo bem"...

E o mais estranho nisso tudo é que estou eu aqui, nessa melancolia ridícula, causada por uma saudade, um dia nublado, uma segunda-feira (odeio segunda-feira!), uma raiva de mim mesma, sendo saudosista com um tempo que se passou e que não volta e ainda tenho a certeza de que daqui a alguns anos vou estar na mesma situação: sonhando com o tempo em que eu tinha o intervalo do almoço livre para escrever no meu blog, que eu tinha um blog!, que eu tinha um chefe, que eu tinha um intervalo para o café, que eu tinha homens confusos e estranhos rondando a minha vida, que eu tinha amigas loucas-legais-bacanas-sofridas-vivas!...
Sonhando que eu tinha Um Tempo...

TEMPO PERDIDO
(Renato Russo)

Todos os dias quando acordo
Não tenho mais
O tempo que passou
Mas tenho muito tempo
Temos todo o tempo do mundo...
Todos os dias
Antes de dormir
Lembro e esqueço
Como foi o dia
Sempre em frente
Não temos tempo a perder...
Nosso suor sagrado
É bem mais belo
Que esse sangue amargo
E tão sério
E Selvagem! Selvagem!
Selvagem!...
Veja o sol
Dessa manhã tão cinza
A tempestade que chega
É da cor dos teus olhos
Castanhos...
Então me abraça forte
E diz mais uma vez
Que já estamos
Distantes de tudo
Temos nosso próprio tempo
Temos nosso próprio tempo
Temos nosso próprio tempo...
Não tenho medo do escuro
Mas deixe as luzes
Acesas agora
O que foi escondido
É o que se escondeu
E o que foi prometido
Ninguém prometeu
Nem foi tempo perdido
Somos tão jovens...
Tão Jovens! Tão Jovens!...

domingo, 24 de fevereiro de 2008

Zoom In... Zoom Out

A minha vida tem horas que parece ser assim:
- Ufa! Cheguei! Que lindo que é aqui! No topo!
Zoom in!



E de repente...
Zoom out!
Tô eu te novo lá embaixo na ladeira...
Tendo que subir tudo de novo...



Ainda bem que nessa aventura de sobe e desce... e sobe de novo... e desce de novo... A gente acaba cruzando com pessoas bem interessantes e que acabam te acompanhando nessa jornada!
Ainda bem que a minha "batata da perna" tá agüentando legal!!!!

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2008

O Velotrol


Ana diz:
contei pro D. dos últimos acontecimentos...
Iaiá diz:
e ele?
Ana diz:
ele? disse: foda-se o mundo!
kkkkkkkkkkkk
agora que fudeu com a bicicleta mesmo!
Iaiá diz:
aeeeeeeeeeeeeeeee
e eu vou comprar um velotrol
assim to mais perto do chão, se ferrar com o velotrol tb! kkkkkkkkkkkkkk

Make up!



Uma boa make up faz ou não faz uma boa diferença?!

P.S. O problema é o dia seguinte...

Mensagens Matinais

Acordo com um bip! no celular.

Tenho uma mensagem:

"E aí, Coisinha... Me conta tudo! E o 'espetáculo'? Continua tão gostoso como a própria cerveja? Eu tô precisando de uma 'bebida' dessas... Nem que seja uma Tubaína SEM GELO. Kkkkkkkkkkkk!"

Figura essa minha tia! Quando eu crescer quero ficar igual a ela!
Do salto ela também não desce! Da luta, então!, não vai se retirar nunca!

Todo mundo merece...


Calma, turma!
Falta pouco!
Conseguimos vencer mais esta semana...
O salário já não existe mais e ainda falta uma semana para acabar o mês...
Mas mesmo assim merecemos...
Já começo a ver as cenas: MSNs piscando, mensagens no telefone, telefone tocando...
Banho, perfume, maquiagem...
Barba, banho, perfume...
E os bares da vida! Nosso refúgio, lotado!
Nossa mesa lá! Nos esperando!
No freezer a orquestra das garrafas começa a passar o som: "Tsssssi... tsssssi... tsssssi!"
As porções de tira-gostos começam a se despedir umas das outras: "Adeus, amigas! Foi bom dividir com vocês essa pratileira! Mas eles estão chegando... E afinal de contas viemos a esse mundo para satisfazê-los!"
A trilha sonora de hoje ficará por conta dos bate-papos, que começam num tom normal e terminam parecendo que fugimos do hospício mais próximo!
As muitas gargalhadas também farão parte de mais uma noite de sexta-feira!
Por hora ainda escutamos o barulho do ar-condicionado e o "tec-tec" dos teclados...
Daqui a pouco escutaremos outros estalos!!!
De tampinhas, de brindes, de taco na bola, de beijos...
Tomara que o tempo passe bem rápido!
Tomare que o relógio marque logo 18:02!
Um brinde ao final de semana!

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2008

Sem Comentários!

Dois velhinhos conversando:
- Você prefere Sexo ou Natal?
- Sexo, claro! Natal tem todo ano, enjoa.

P.S. Qualquer (des)semelhança é mera coincidência! Risos!

Loucos e Santos



(Oscar Wilde)

Escolho meus amigos não pela pele ou outro arquétipo qualquer, mas pela pupila.
Tem que ter brilho questionador e tonalidade inquietante.
A mim não interessam os bons de espírito nem os maus de hábitos.
Fico com aqueles que fazem de mim louco e santo.
Deles não quero resposta, quero meu avesso.
Que me tragam dúvidas e angústias e agüentem o que há de pior em mim.
Para isso, só sendo louco.
Quero os santos, para que não duvidem das diferenças e peçam perdão pelas injustiças.
Escolho meus amigos pela alma lavada e pela cara exposta.
Não quero só o ombro e o colo, quero também sua maior alegria.
Amigo que não ri junto, não sabe sofrer junto.
Meus amigos são todos assim: metade bobeira, metade seriedade.
Não quero risos previsíveis, nem choros piedosos.
Quero amigos sérios, daqueles que fazem da realidade sua fonte de aprendizagem, mas lutam para que a fantasia não desapareça.
Não quero amigos adultos nem chatos.
Quero-os metade infância e outra metade velhice!
Crianças, para que não esqueçam o valor do vento no rosto; e velhos, para que nunca tenham pressa.
Tenho amigos para saber quem eu sou.
Pois os vendo loucos e santos, bobos e sérios, crianças e velhos, nunca me esquecerei de que "normalidade" é uma ilusão imbecil e estéril.
Amigos!!! Vocês não têm noção do tanto que é bom ter vocês na minha vida!!!!!!!

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2008

Elas!



"Eles são grandes, mas a gente é ruim!"

Muito Estranho

(Dalto)

Ah, mas se um dia eu chegar muito estranho
Deixa essa água no corpo
Lembrar nosso banho
Ah, mas se um dia eu chegar muito louco
Deixa essa noite saber
Que um dia foi pouco

Cuida bem de mim
Então misture tudo
Dentro de nós
Porque ninguém vai dormir nossos sonhos

Ah, minha cara pra que tantos planos
Se quero te amar e te amar
E te amar muitos anos
Quantas vezes eu quis ficar solto
Como se fosse uma lua a brincar no seu rosto

Cuida bem de mim...

terça-feira, 19 de fevereiro de 2008

Pra Iaiá Aprender a Música!!!

Quantos anos elas têm?!

- Amiiiiiga! Hahahahahah!
- Conta tudo, sua louca!
- Vou te contar! Mas agora tô te ligando pra dizer que "vou sair com você"! Hahahahahah!
- Tá beleza!!!! Eu também "vou sair com você"!
- Tá! Mais tarde a gente se liga pra contar tudo!
- Ou amanhã a gente se liga...
- Quantos anos elas têm?!
- Quinze!!!!
- Não! Treze!

Ferrou com a bicicleta!
E elas estão cada dia mais vivas!

domingo, 17 de fevereiro de 2008

Sábado...

"Todo mundo espera alguma coisa, de um sábado à noite..."

Fim de tarde de sábado. Duas amigas online esperando notícias de uma terceira amiga, sobre um "visita", para avisarem à quarta amiga o que seria de mais um sábado.

- Nada?
- Nada...
- Peraí! Mensagem!
...
- Melô!
- Vamos deixar para durante a semana...
- Vou avisar a J.!
...
- Ela vai ligar pra gente... Vai dar uma força pra uma amiga que terminou o relacionamento...
(Nós mulheres! Pau pra toda obra!)
- E nós?!
- Vamos dar um jeito!!!!!

E conseguiram se reunir. As três amigas.
No bar, final de jogo, Botafogo e Fluminense. Os alvi-negros comemoravam alguma coisa. Elas só queriam saber das aventuras "latinas" da amiga festerê!
(Hahahahaha! Tive que lembrar disso!)
O relato dos fatos foi tão incrível que a noite não podia acabar por ali! Queríamos todas viver aqueles dias, aquela vida, aquela aventura!

E isso contribuiu para que a noite de sábado, com uma hora a mais, por causa do fim do horário de verão, tivesse um prossiga.

A amiga festerê teve que partir. As outras duas ficaram. Ninguém levantava...
- Vamos pro Empório?
- Eu topo!
- Hum... a gente tinha que ter reservado...
- Mas eu já tenho o telefone salvo no meu celular! Não fico sem!
- Jura?! Então vou descolar uma carona com o meu pai!
(Quantos anos elas têm?????)
- Vai ser o bicho!!!! Risos!

E foram. Duas amigas. Num bar "reservado" para casais. Mas ninguém pagaria a conta delas a não ser elas mesmas. Então! Sorriso na cara porque o "palco" sorria de volta!

Música vai... música vem... Lá pelas tantas:
- Oi! E os homenzinhos?!
- Estamos de folga hoje! (Coisa de profissa! Mas saiu...)
- Estão gostando?
- Está ótimo!
- Tá muito bonito ver vocês duas aí... Tá inspirador!
(Risos! Por um instante elas sabiam que estavam realizando o sonho de "viverem como homens"!)
- Ah! Vocês sabiam que eu ia tocar aqui?
- Sabíamos!
(Risos coletivos!)

É... "Não falte ao "trabalho"... Seu "patrão" pode perceber que você não faz falta!"

E a noite acabou... E ainda rolou um "mexidão" do Galdino...
Não rolou mais nada... Mas ficou no ar!

"Todo mundo espera alguma coisa, de um sábado à noite..." Daqui a seis dias tem outro!

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2008

Complicado...

Se a gente se insinua, é uma mulher atirada;
Se a gente fica na nossa, tá dando uma de difícil.
Se a gente aceita transar no início do relacionamento, é uma mulher fácil;
Se a gente não quer ainda, tá fazendo doce.
Se a gente põe limitações no namoro, é autoritária;
Se concorda com o que o namorado diz, é uma lesa sem opinião.
Se a mulher batalha por estudos e profissões, é uma ambiciosa;
Se não tá nem aí pra isso, é dondoca;
Se a gente adora falar em política e economia, é feminista;
Se não se liga nesses assuntos, é desinformada.
Se a mulher corre pra matar uma barata, não é feminina;
Se corre de uma barata, é uma medrosa.
Se a gente aceita tudo na cama, é vagabunda;
Se não aceita, é fresca.
Se a gente ganha menos que o homem, é pra ser sustentada;
Se ganha mais que o homem, é pra jogar na cara deles.
Se a gente adora roupas e cosméticos, é narcisista;
Se não gosta, é desleixada.
Se sai mais cedo do trabalho, é folgada;
Se sai mais tarde, tá dando pro chefe;
Se faz hora extra, é gananciosa.
Se gosta de TV, é fútil;
Se gosta de livros, tá dando uma de intelectual.
Se a gente se chateia com alguma atitude dele, é uma mulher mimada;
Se aceita tudo o que ele faz, é submissa.
Se a gente quer ter quatro filhos, é uma louca inconseqüente;
Se não quer ter filhos, é uma egoísta que não tem senso maternal.
Se a gente gosta de rock, é uma doida chapadeira;
Se gosta de música romântica, é brega;
Se a gente usa sainha curta, é vulgar;
Se usa saia comprida, é crente.
Se a gente tá branca, eles dizem pra gente pegar uma corzinha;
Se tá bem bronzeada, eles dizem que deveríamos trabalhar mais em vez de ficar se bronzeando.
Se a gente faz cena de ciúme, é uma neurótica;
Se não faz, não sabe defender seu amor.
Se a gente fala mais alto que ele, é uma descontrolada;
Se a gente fala mais baixo, é subserviente.
É ou não é complicado ser mulher?!

Eu também quero!

Quem não gosta de um carinho...
De um cafuné...


video

A Seta e o Alvo

(Paulinho Moska)

Eu falo de amor à vida,
Você de medo da morte.
Eu falo da força do acaso
E você de azar ou sorte.

Eu ando num labirinto
E você numa estrada em linha reta.
Te chamo pra festa,
Mas você só quer atingir sua meta.
Sua meta é a seta no alvo,
Mas o alvo, na certa, não te espera.

Eu olho pro infinito
E você de óculos escuros.
Eu digo: "Te amo!"
E você só acredita quando eu juro.

Eu lanço minha alma no espaço,
Você pisa os pés na terra.
Eu experimento o futuro
E você só lamenta não ser o que era.
E o que era?
Era a seta no alvo,
Mas o alvo, na certa, não te espera.

Eu grito por liberdade,
Você deixa a porta se fechar.
Eu quero saber a verdade
E você se preocupa em não se machucar.

Eu corro todos os riscos,
Você diz que não tem mais vontade.
Eu me ofereço inteiro
E você se satisfaz com metade.
É a meta de uma seta no alvo,
Mas o alvo, na certa não te espera!

Então me diz qual é a graça
De já saber o fim da estrada,
Quando se parte rumo ao nada?

Sempre a meta de uma seta no alvo,
Mas o alvo, na certa, não te espera.

Então me diz qual é a graça
De já saber o fim da estrada,
Quando se parte rumo ao nada?

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2008

Extraño


(Nenhum de Nós)
O que eu sinto a respeito dos homens é estranho
É estranho como é frio
É estranho como perdi a fé
É estranho como é estranho perguntar um nome
O que eu sinto a respeito de nós é estranho
É estranho como é triste
É estranho como olhar pra trás
É estranho como é estranho esquecer um nome
Eu amei e acho que algumas vezes ela também me amou
Só que o prazer é tão curto
(Só que esquecimento é tão longo)
O que penso a respeito de tudo é tão estranho
É estranho como é simples
É estranho como essa canção
É estranho como é estranho sussurrar um nome

Inferno e Paraíso...

"O inferno é perder o controle apesar do poder...
O paraíso é manter o controle, apesar do medo..."

terça-feira, 12 de fevereiro de 2008

Momento de Voar


Carta do Dia: O Louco
Momento de voar
A hora é esta, Ana: arriscar-se, atirar-se destemidamente na direção do novo. Ainda que muitas pessoas possam se apavorar e tentar lhe demover daquilo que sua alma interpreta como um novo impulso criativo, não se incomode. As pessoas falam porque estão viciadas em certezas e seguranças. Mas O Louco, arcano zero do Tarot, vem lembrar que, eventualmente, alguma loucura é mais do que bem-vinda! Ponha sua vida em movimento e lembre-se que é sempre momento de recomeçar. Evite o medo e não espere as coisas tomarem uma forma “certa” para agir. Vá!
Conselho: Momento de se atirar em novas direções, sem temor.
Meu Comentário: não sei se compro meu gato ou se me mudo pra Espanha...

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2008

Não há regras...

Um noviço perguntou ao Abade Nicerius:
- Quais são as coisas que devo fazer para agradar a Deus?
- Abraão aceitava os estranhos, e Deus ficou contente. Elias não gostava de estranhos, e Deus ficou contente. David tinha orgulho do que fazia, e Deus ficou contente. O publicano diante do altar tinha vergonha do que fazia, e Deus ficou contente. João Batista foi para o deserto, e Deus ficou contente. Jonas foi para a grande cidade de Nínive, e Deus ficou contente.
“Portanto, não existe fórmula para isso. Pergunte a sua alma o que ela tem vontade de fazer: se você caminhar a estrada de seus sonhos, o mundo fica melhor.”

As contas da vida...

Quantas vidas tem um gato?!
Sete...
Se eu sou um gato, eu já vivi umas três... Mas todas elas poooobre...
Porque nós gatos já nascemos pobres, porém já nascemos livres!
Porém poooooobres...

Quantas vezes uma fênix pode ressurgir das cinzas?!
Quantas vezes ela desejar!
Se eu sou uma fênix, acabo de ressurgir mais uma vez!
Mas porque num dia cheio de contas para pagar????

Eu quero ser pobre por um dia, porque todo dia tá foda!


A tecnologia do abraço

O matuto falava tão calmamente, que parecia medir, analisar e meditar sobre cada palavra que dizia...
- É... das invenção dos hómi, a que mais tem sintido é o abraço.
O abraço num tem jeito dum só apruveitá! Tudo quanto é gente, no abraço, participa duma beradinha...
O abraço é mió qui quarque raiz ou ramo qui o Raizêro possa cunhecê...
- Quandu ocê tá danado de sordade, o abraço de arguém ti alivia...
- Quandu ocê tá danado de reiva, vem um, te abraça e ocê fica até sem graça de continuá cum reiva...
- Si ocê tá filiz e abraça arguém, esse arguém pega um poquim de sua alegria...
- Si arguém tá duente, quandu ocê abraça ele, ele começa a miorá... I ocê miora junto tamém...
Muita gente importante e letrado já tentô dá um jeito de sabê pruquê quié qui o abraço tem tanta tequilonogia... Mas ninguém inda discubriu...
Mas, iêu sei... Foi um isprito bão de Deus qui mi contô...
Iêu vinha andano... pensano na vida, quandirrepênti! vi um tatuzim pertim do mato...
Vi ele cum esses meus zói qui a terra um dia há de cumê...
I ele falô cumigo... Falô com a fala quié a merma fala qui ocês cunhece iquiêu tô falano proceis agora.
Iêu vô conta proceis uqui foi qui ele mi falô: O abraço é bão prucausa do Coração... Quandu ocê abraça arguém, fais massage no coração!...
I o coração do ôtro é massagiado tamém! Mas num é só isso, não... Aqui tá a chave do maior segredo de tudo:
É qui, quandu abraçamo arguém, nóis fiquemo tudo é com dois coração no peito!...


domingo, 10 de fevereiro de 2008

Até o Fim

(Chico Buarque)

Quando nasci veio um anjo safado
O chato do querubim
E decretou que eu estava predestinado
A ser errado assim
Já de saída a minha estrada entortou
Mas vou até o fim

"inda" garoto deixei de ir à escola
Cassaram meu boletim
Não sou ladrão , eu não sou bom de bola
Nem posso ouvir clarim
Um bom futuro é o que jamais me esperou
Mas vou até o fim

Eu bem que tenho ensaiado um progresso
Virei cantor de festim
Mamãe contou que eu faço um bruto sucesso
Em quixeramobim
Não sei como o maracatu começou
Mas vou até o fim

Por conta de umas questões paralelas
Quebraram meu bandolim
Não querem mais ouvir as minhas mazelas
E a minha voz chinfrim
Criei barriga, a minha mula empacou
Mas vou até o fim

Não tem cigarro acabou minha renda
Deu praga no meu capim
Minha mulher fugiu com o dono da venda
O que será de mim ?
Eu já nem lembro "pronde" mesmo que eu vou
Mas vou até o fim

Como já disse era um anjo safado
O chato dum querubim
Que decretou que eu estava predestinado
A ser todo ruim
Já de saída a minha estrada entortou
Mas vou até o fim

Tirando o time de campo...


Carta do Dia: A LUA
A importância de aquietar-se e fazer silêncio
Neste momento, Ana, em que o arcano XVIII brota como carta conselheira, a recomendação veemente é a de que você procure se aquietar e não realizar movimentos. Existem fases em que a vida praticamente exige que “tiremos o nosso time de campo”, a fim de avaliar as coisas com maior inteireza e sagacidade. Você não está enxergando as coisas com clareza neste momento e, por isso mesmo, é melhor não agir do que tomar atitudes tolas que depois lhe conduzirão ao arrependimento. Procure investigar seus sonhos e dar mais atenção à sua voz interior. Evite o contato com conselhos de outras pessoas, tente, ao menos por um tempo, voltar-se para o mais profundo de sua alma. Você poderá evitar muitos problemas futuros, a partir desta atitude. Na dúvida, afinal, o melhor é não agir.
Conselho: Momento de recuar.

sábado, 9 de fevereiro de 2008

Coisas Que Eu Sei

Eu sei que eu tenho medo...
Medo de muitas coisas...
Medo do novo...
Mas tenho mais medo ainda de machucar as pessoas que eu amo!
Na verdade quando eu me machuco dói muito, mas eu sei me recuperar...
O que eu não posso suportar é ver os meus "amores" sofrendo, ainda mais se eu for o motivo...
Aí o "medo" aparece... E tá difícil mandar ele embora...
Alguém pode me ajudar?!




Eu quero ficar perto de tudo que acho certo
Até o dia em que eu mudar de opinião
A minha experiência, meu pacto com a ciência
Meu conhecimento é minha distração...

Coisas que eu sei
Eu adivinho sem ninguém ter me contado
Coisas que eu sei
O meu rádio relógio mostra o tempo errado (aperte o Play...)

Eu gosto do meu quarto, do meu desarrumado
Ninguém sabe mexer na minha confusão
É o meu ponto de vista não aceito turistas
Meu mundo tá fechado prá visitação...

Coisas que eu sei
O medo mora perto das idéias loucas
Coisas que eu sei
Se eu for eu vou assim, não vou trocar de roupa (é minha lei...)

Eu corto os meus dobrados, acerto os meus pecados
Ninguém pergunta mais depois que eu já paguei
Eu vejo o filme em pausas, eu imagino casas
Depois eu já nem lembro do que eu desenhei...

Coisas que eu sei
Não guardo mais agendas no meu celular
Coisas que eu sei
Eu compro aparelhos que eu não sei usar (eu já comprei...)

As vezes dá preguiça, na areia movediça
Quanto mais eu mexo mais afundo em mim
Eu moro num cenário do lado imaginário
Eu entro e saio sempre quando tô a fim...

Coisas que eu sei
As noites ficam claras no raiar do dia
Coisas que eu sei
São coisas que antes eu somente não sabia...

(Agora eu sei!)

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2008

Everybody's Free (To Feel Good)


Everybody's free to feel good
Everybody's free

Brother and sister
Together we'll make it through
Some day a spirit will lift you and take you there
I know you've been hurting but I've been there
Waiting to be there for you
And I'll be there just helping you out
Whenever I can

Everybody's free to feel good
We are a family that should stand together as one
Helping each other instead of just wasting time
Now is the moment to reach out to someone
It's all up to you
When everyone's sharing their hope
Then love will win through

'CauseEverybody's free to feel good

Everybody's free to feel good

Irmão! Feliz aniversário!
Te amo muito! Muito mais do que você imagina! Muito mais do que é possível!
Estou te esperando para comemorarmos!!!!

Frases Carnavalescas...

Tudo bem... Não fiquem triste...
Infelizmente só poucos vão entender...
Mas precisa ficar registrado!
Então:

"Eu quero ser 'presa' "! (Iaiá)

"- Pra quem você torce? (Bibi)
- Eu torço pra ver a Mangueira entrar!" (Ana)

"Libera o Tonho que eu te dou dez conto!" (Ana)

"Mataram o boi e deixaram o "colchão" mole pra gente!" (Elas!)

"- Tô fraca! Tô fraca! (uma galinha d'angola)
- Eu também! Eu também!" (Ana)

"- Pulei da Toyota! (Iaiá)
- Em movimento! (Ana)
- Literalmente!" (Marco)

"- Que cor é o seu quarto? (Bibi)
- Marrom... (Ana)
- ?????" (Bibi)

"Sua mãe te dá dinheiro pra você sair ou você tem que gastar do seu?" (Bibi para Ana)

"Rouxinol que cria filho de cuco??? Tô fora!" (Iaiá)

"Era rainha do forró, virou rainha do samba e agora e a rainha do frevo! Haja "coroa"!" (Ana)

"- Tô numa dúvida? (Kaiser)
- De que roupa você vai?!" (Iaiá)

"Vamos pro samba! Chama a cerveja pra ir com a gente! Vai beber dobrado!" (Iaiá)

"Choreeeeeeeei... Largado" (Todo mundo!)

"Não vou chorar... nem vou me arrepender..."

Foi eterno enquanto durou...
(...)
Mas chegou ao fim...

Calma, gente! É só o CARNAVAL!

Estive fora do mundo virtual por quatro dias, mas foi por uma boa causa: Carnaval com os amigos em Maripá de Minas.
E agora retornando, claro que a vontade de deixar tudo registrado no blog é gigantesca! Mas eu não conseguiria nunca transmitir aqui tudo o que aconteceu nesses quatro dias. Toda a alegria vivida, toda a euforia compartilhada!
Dá vontade de fazer um compacto pra vocês terem uma idéia, mas eu não conseguiria chegar perto do que realmente meus olhos viram, meus ouvidos ouviram, minha boca tentou falar (fiquei praticamente sem voz a festa inteira! Por que será, hein, Ana "Faula"????) ...

Por hora vou dizer que:
"Só enquanto eu respirar, vou me lembrar de você(s)"
Iaiá, Tiça, Marco Aurélio, Kaiser, Tia Guta, Tio Geraldo, Karine, Maurinho, Bibi, Isabella, Tia Ana Rita, Tio Alberto, Fabrícia, Alexandre, Priscila, Gladyston, Natália, Dani, Godinho, Bárbara, Negão, Tathy, Ricardo, Sandra, Nina, Evandro, Francis, Amanda, Tatá, Fernando, Emerson, Mariana, Clara, Sossó, Negão, Leinha... (Ai! Meu Deus! Será que esqueci alguém?!)

Valeu! Foi bom! Adeus!


(Elas: Tiça, Iaiá e Eu)

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2008

Agora é a vez dela!



Ana Paula, Ana, Aninha, Ana Alameda,
Essa mulher adora um caso para contar, diz alguns, que é até Ana Faula, mas para mim é um anjo, um anjo sorridente, um anjo de nariz de palhaço e asas de borboleta, uma fortaleza de pessoa. Quando eu crescer quero ser igualzinho a ela.
Ela e tão firme quanto um templo inca que agüenta tudo sem deixar cair nenhuma pedra. As vezes chora, por que temos que desabafar também né e quando isso acontece, dá vontade de chorar junto, é como se o céu chorasse também, tudo fica frio e úmido.
Quando ri, nossa! Contagia, sua risada é que nem luz, que nem sol, não dá para ficar sem, se não a gente mofa!!
Nos conhecemos assim como quem não conhece entende, ela era amiga da amiga, mas Deus não queria assim, então fomos nos aproximando e quando vimos, já estávamos iguais duas irmãs de sandálias caramelo.
Passamos por cada coisa juntas, uma levanta daqui, a outra não deixa cair de lá e vencemos, sempre com muito bom humor e isso nos fortaleceu.
Ela é a minha irmã, pronto roubei ela para mim, uma irmã que escolhi.
Não vejo minha vida mais sem ela, é a melhor e a maior amiga que Deus colocou na minha vida, e pelo jeito para sempre.
Olha só, sua casa já é minha kkkk, (...) .
Ela até se empolgou pelo samba só para me agradar e hoje ta bem saidinha na “pixta”. Liga não quando isso acabar a gente senta e chora kkkkkkkk!! Ela é a toda poderosa do Alemeda, dá um duro danado lá, e eu como sua fiel escudeira, vivo no Alemeda também, fazendo companhia até seu expediente acabar. É que ela precisa tira fotinhas, e ficamos lá, vendo palhaços que nunca chegam nunca, mágicos, que era para ser só para crianças, mas não tiramos o olho dele, músicos, uns bons outros nem tanto. Dela também sei quase tudo, não consigo esconder nada dela, se bem que nem quero esconder.
Amiga, confidente, irmã e o quase grande amor da minha vida hehehe
TE AMO MUITO e vc é mais que especial, um anjo bom, uma borboleta tagarela, eu só tenho a agradecer por ter você assim coladinha na minha vida.
Torço por você a cada segundo , sempre está em minhas orações.
Te desejo, mais folia no seu quarto, mais careta no retrato, mais casos para você contar
E só enquanto eu respira vou me lembra de você.
Beijos - Iara. 01/02/2008

Uma verdade! :)

Eu já dei 30 voltas completas ao redor do sol!!!!
Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk!!!!

De uma "irmã"!

Estava lá...

Ana Tamborim

Não pode ser coincidência que o aniversário de 30 anos da Ana caia hoje, em plena véspera de carnaval, no momento em que se esquentam os tamborins pra quatro dias de folia! Por que o nome dela é Ana, mas o sobrenome deveria ser Tamborim. Ela é A folia! Onde chega transmite alegria, eu sempre falo que ela é a pessoa mais alegre que conheço... já disse isso aqui algumas vezes... E reafirmo sempre!!!!!!! A vida lhe passa uma rasteira, mas já tá ela de pé novamente e girando feito uma porta-bandeira. Sua bandeira? É ser feliz! E para isso ela tem um jogo de cintura invejável... muda valores e não fecha a janela pra vida - nem a porta!Com quase 13 anos de amizade, ainda posso me lembrar daquele garota que bateu na porta, depois de algumas semanas de aula, e assustada pediu licença, pois havia sido chamada por causa da desistência de alguém. Abram alas pra Ana! Que sorte a nossa!!!!! Junto com ela conhecemos outras pessoas especiais, que reunidos fazem o maior carnaval: a família dela (Sr. Fontes - de bigode ou sem bigode!, Solange, Dudu e a tia Rita!).As palavras faltam pra definir essa pessoa, mas na comparação carnavalesca podemos dizer que ela é a madrinha... a madrinha da bateria! Eu quero sempre estar no abre alas da escola dela... Por que "só enquanto eu respirar, vou me lembrar de vc!". Amo você, minha amiga borboleta!Parabéns pelos 30 anos!!!!!! Não precisa se assustar... são só os primeiros 30!!!! "E a vida é bonita, é bonita e é bonita"... Uma homenagem agora que você é da galera do samba! Então... vamos comemorar!?????... Vamos colocar nosso bloca na rua????!!!!!!! "Booooora!!!!"

Emoção!!!!!

É Hoje!

A minha alegria atravessou o mar
E ancorou na passarela
Fez um desembarque fascinante
No maior show da terra
Será que eu serei o dono dessa festa
Um rei
No meio de uma gente tão modesta
Eu vim descendo a serra
Cheio de euforia para desfilar
O mundo inteiro espera
Hoje é dia do riso chorar
Levei o meu samba pra mãe de santo rezar
Contra o mal olhado eu carrego meu patuá
Eu levei!
Acredito
Acredito ser o mais valente nessa luta do rochedo com o mar
E com o ar!
É hoje o dia da alegria
E a tristeza, nem pode pensar em chegar
Diga espelho meu!
Diga espelho meu
Se há na avenida alguém mais feliz que eu

Tesouros...



Aos meus "tesouros":
Pai, Mãe, Dudu,
Família Fontes (Coisinha!),
Família Ferreira,
Amigas-irmãs (aqui a gente se reconhece e se merece!),
Amigos (reais e virtuais),
Família Alameda...
Obrigada! Por fazerem meu coração, músculo involuntário, pulsar!
Amo cada um de vocês, do jeitinho de cada um!
E faço muita questão de suas existências e de poder fazer parte de suas vidas!