segunda-feira, 9 de junho de 2008

Praticando o grito mudo

Sabe aqueles dias em que mesmo que o sol esteja brilhando, que o céu esteja azul, que as pessoas de bem com a vida te desejem bom dia, você acha que está tudo cinza?!
Não fique apavorado!
Acontece com todo mundo!
E passa... Passa sim!
Mas sabe o que é bom para um dia desses?!
Praticar a terapia do grito mudo.
Como?!
Fácil.
Pegue uma almofada, entre para o seu quarto, enfie a boca na almofada e grite! Grite muito! Muito alto!
Grite tudo que você puder!
O som vai sair abafado, quase como um grito mudo, mas existe a possibilidade de se obter um grande alívio no final da terapia.
É engraçado. Você se pergunta, pelo menos uma vez por mês: “Por que isso só acontece comigo? Por que é que eu não sou feliz todos os dias? Por que? Por que?”.
Mas a resposta é simples: não é só com você! É com a humanidade inteira!
Parece que o ser humano cria a sua própria infelicidade, criamos de vez em quando crises de insatisfação.
E odiamos ouvir: “Você não pode reclamar! Olha a vida que você tem! Você tem saúde, você tem emprego, você tem amigos, você tem... você tem... Acha que é só com você? Não é não. Fulano também tem crise. Beltrano também é insatisfeito”.
Tá. Cada um dá ao seu problema o valor que quer dar, o problema merecendo ou não.
Temos tudo o que precisamos para ser feliz, mas queremos mais! E queremos sempre e queremos o novo, e queremos acordar todos os dias com sorriso bobo no rosto. Queremos achar que até os dias nublados são dias ensolarados!
E isso é sim normal! E acontece com todo mundo.
Mas dias assim dá um desânimo...
Então, voltemos à terapia do grito mudo. E no final quando você não tiver mais força para gritar, pode ser que você fique até afônico, você pode se energizar tomando um banho no escuro, somente com a luz de velas, uma música tranqüila de fundo e pra quem gosta um incenso.
Você pode achar que é uma viagem, mas posso dizer que funciona! Pelo menos você vai curtir alguns minutos de tranqüilidade, num dia não lá muito legal.
E sua esperança para que o dia seguinte seja diferente vai estar à toda!
(Ah! E o telefone ainda pode tocar! E você pode decidir se vai ou não atende-lo!)

3 comentários:

iaiá disse...

Fantástico! já estou com a minha almofada nas mãos ... e o telefone do lado rs rs! bj

Sandrão disse...

Por isso eu escrevo!!

sarah disse...

Vou testar!!!!!!!!