segunda-feira, 25 de fevereiro de 2008

Nostalgia...



NOSTALGIA
do Gr. nostós, regresso + álgos, dor
s. f.,
melancolia, abatimento profundo de tristeza, causado pelas saudades do lar ou da pátria.


Eu completo: saudades de um tempo que por um instante parece ter sido perfeito... de um tempo em que na época não sabíamos que ele nos faria falta, nos traria lembranças... onde tudo era mais fácil, mais leve, menos dolorido... se algumas amizades daquele tempo permanecem até hoje foi porque conseguimos nos aliar ao exército deste tempo... tempo louco... de horas, de dias, de meses e de anos... tempo de histórias...

Oito anos já se passaram desde a nossa formatura. E num dia onde eu acordo com a Legião Urbana martelando "Tempo Perdido" na minha cabeça, abro o MSN e a frase estava lá: 25/02 - 8 anos de formada! Uma amiga me lembrava que há oito anos atrás, numa sexta-feira que também estava nublada (choveu horrores por volta das 19h00!!!) como hoje, nós estávamos todos alucinados por que vestiríamos uma beca, um capelo, receberíamos o nosso "canudo", olharíamos para os nossos pais, irmãos, amantes e num olhar diríamos: Agora sou gente grande!

E ser gente grande é encarar o novo... É encarar mudanças radicais! É encarar um número incrível de responsabilidades... É ter o seu dinheiro, ser dono do seu nariz, fazer o que quiser, na hora que quiser, com quem quiser... E mesmo assim...

Querer voltar pro "Tempo Perdido"... Pra barra da saia da mãe... Pros cadernos à limpo, de matemática, português, ciências, história e geografia... Pros recreios que não eram apenas uma xícara de café feito na cafeiteira da minúscula cozinha do escritório...
Voltar pro tempo que os amores trocavam bilhetinhos durante a aula e te esperavam para irem andando ao seu lado até a porta da sua casa... Pros aniversários dançantes onde aquele menino lindo te chamava para dançar e o máximo que acontecia era as bochechas se encontrarem e um calor de febre surgir... E você ficava com o tema de Top Gun - Asas Indomáveis por meses tocando no seu cassete... Mesmo que o garoto não se parecesse nada com o Tom Cruise... Mas ele era o seu astro!... Voltar pro tempo onde não chorávamos vendo filmes românticos, no máximo em Sociedade dos Poetas Mortos, porque não nos transportávamos para aquelas cenas... (Me acabei de chorar ontem à noite assistindo Encontro Marcado!)
Voltar pro lado das amigas e suas Revistas Capricho onde não fazíamos idéia do tanto que uma TPM pode te irritar, de que homens idiotas podem te irritar, de que chefes idiotas podem te irritar, de que a amiga da amiga da amiga pode te irritar, e você ainda tem que fingir que "está tudo bem"...

E o mais estranho nisso tudo é que estou eu aqui, nessa melancolia ridícula, causada por uma saudade, um dia nublado, uma segunda-feira (odeio segunda-feira!), uma raiva de mim mesma, sendo saudosista com um tempo que se passou e que não volta e ainda tenho a certeza de que daqui a alguns anos vou estar na mesma situação: sonhando com o tempo em que eu tinha o intervalo do almoço livre para escrever no meu blog, que eu tinha um blog!, que eu tinha um chefe, que eu tinha um intervalo para o café, que eu tinha homens confusos e estranhos rondando a minha vida, que eu tinha amigas loucas-legais-bacanas-sofridas-vivas!...
Sonhando que eu tinha Um Tempo...

TEMPO PERDIDO
(Renato Russo)

Todos os dias quando acordo
Não tenho mais
O tempo que passou
Mas tenho muito tempo
Temos todo o tempo do mundo...
Todos os dias
Antes de dormir
Lembro e esqueço
Como foi o dia
Sempre em frente
Não temos tempo a perder...
Nosso suor sagrado
É bem mais belo
Que esse sangue amargo
E tão sério
E Selvagem! Selvagem!
Selvagem!...
Veja o sol
Dessa manhã tão cinza
A tempestade que chega
É da cor dos teus olhos
Castanhos...
Então me abraça forte
E diz mais uma vez
Que já estamos
Distantes de tudo
Temos nosso próprio tempo
Temos nosso próprio tempo
Temos nosso próprio tempo...
Não tenho medo do escuro
Mas deixe as luzes
Acesas agora
O que foi escondido
É o que se escondeu
E o que foi prometido
Ninguém prometeu
Nem foi tempo perdido
Somos tão jovens...
Tão Jovens! Tão Jovens!...

4 comentários:

maria... disse...

"Eu não tenho medo do escuro, mas deixe as luzes acessas..."

Lindo post! Vou jogar o link pro meu bluóg, ok?

Saudade de sentir saudade!

Te amoooooo!

Anônimo disse...

Irmãmiga (como eu te chamava nas cartas dessa época que passou, desses tantos anos atrás...):
Acabei de me lembrar:
- das conversas na sua casinha da Paleta
- das nossas idas ao cinema (e ele era sempre quase só nosso)
- das nossas previsões (todas furadas) do futuro
- das choradeiras na escada do Direito
- da nossa empolgação e às vezes da nossa irritação quando ouvíamos aquele grito "produçãooooooooo"
- do nosso sonho juvenil de se tornar cineasta
- da nossa colação e do mágico e lindo momento em que eu acabei de ler a homenagem aos pais e 4 perfeitas criaturas estavam solitárias, de pé, nos aplaudindo e se emocionando (sim, os nossos MARAVILHOSOS E PERFEITOS PAIS - solange, chico, amaury e eliana) Não conheci até hj duplas que representassem tãooooooo bem o significado da palavra PAIS, na mais completa acepção da palavra
- do calor que aquela beca fazia
- d´eu (mesmo não gostando) cantando Legião Urbana
- de como eu te achei linda no baile (sim, sua roupa era disparada a mais bonita)
- das orações pro Ierathel, o "correio angelical" e suas cinzas ao vento...
- da amizade que eu sabia (certamente) que era pra sempre e do amor e da admiração cada vez maior que eu sentia e sinto por vc

Lembranças boas que me tomaram a alma por um momento. E o melhor é saber que depois disso construimos novas imagens, sensações e momentos que serão igualmente lembrados daqui a 8 anos de novo.

QUE BOM QUE A GENTE TEM A GENTE.
A Comunicação serviu para cruzar nossos caminhos que, se não fosse assim, certamente se cruzariam por outras vias.
TE AMO. PARABÉNS PRA NÓS
SARITA

Ana Fontes disse...

Alguém me salva???
Nem tô de TPM, juro!
Mas tô numa choradeira danada!!! Chorei de novo, Sarita!
De manhã escrevo sobre nostalgia... Agora acabo de escrever que quero fugir...
Mas venho ler os comentários e decido:
"Da luta, mais uma vez!, não vou me retirar"!!!
Obrigada, amigas!!!

ÊTA VIDINHA PUNK!!!!

Tiça disse...

Eu fiquei arrepiada... saudade mesmo pq ontem trabalhei tanto q nem me lembrei de nossa formatura... a vida segue outros rumos... muito diferentes, mas tb saborosos... eu gosto de estar viva pra viver o hj e lembrar com saudade do ontem... o resto?... não quero tentar adivinhar! BJO!