quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Não acomodar com o que incomoda!


E depois de pedidos incessantes, finalmente O Teatro Mágico, volta a Juiz de Fora.
E dessa vez na, até então, considerada por mim a melhor casa de espetáculos da cidade – o Cultural Bar.
Foram dias aguardando a venda dos ingressos, que não sabemos porque, mas a organização do show definiu um único ponto de vendas – Lojas Taco.
Até aí tudo bem, são três ou quatro lojas na cidade, seria fácil adquirir o ingresso.

Tudo bem se não fosse a greve dos Correios.
Foram idas e mais idas até às lojas Taco e a única resposta era “Não! Os Correios não entregaram os ingressos”.
O último ‘não’ que eu recebi foi na segunda-feira, 28 de setembro, menos de uma semana para o show.
Mas na terça-feira, impossibilitada de visitar as Lojas Taco mais uma vez, recebo à noite a notícia: “Ana! Não só começaram a vender hoje os ingressos como já acabaram os dois primeiros lotes! Se a gente não correr, amanhã a gente perde o terceiro, o quarto, o quinto...”
Pânico geral!
Não porque a apresentação dO Teatro Mágico não mereça, mas eu D-U-V-I-D-O!, duvido!, duvido que os empresários locais não aproveitaram dessa situação para levarem a melhor em cima da gente, em cima da própria produção do espetáculo, "vendendo" dois lotes I-N-T-E-I-R-O-S em apenas um único dia.
("Aaaah! Ana a menos que cada lote contenha apenas 10 ingressos, neah?!"). Continuo duvidando!

Voltei hoje à loja Taco e comprovei a história toda da venda dos dois lotes, por sorte ainda consegui comprar os nossos convites do terceiro lote. Comprei! Lógico! Apesar da revolta que me consumia.
Mas mais revoltante seria não participar deste evento! Eu, com certeza, não me perdoaria.

Mas o sangue ainda ferve e o protesto não poderia deixar de ser feito.
Somos ‘o público’, somos ‘os fãs’, e mais do que isso conhecemos a política dO Teatro Mágico há anos e por eles isso nunca aconteceria.
Não adianta depois cruzarmos os braços e enchermos a boca para dizer: brasileiro é um povo ignorante, brasileiro é povo sem cultura.
A gente busca, a gente tenta, mas sempre existirão as almas negras atravancando caminhos.

A vocês, amigos, que copio este e-mail "Vamos só até o fim!".
À produção dO Teatro Mágico, "com vocês só enquanto eu respirar!".
Aos outros, meu lamento... minha decepção...

Um comentário:

Sandro disse...

Participo deste protesto junto com a Ana Paula, realmente não podemos nos acomodar com esse tipo de imposição, como fãs, e seguidors de uma cultural real e popular, é de indgnar, saber que os valores práticados para aquisição do convite, foge um pouco dos ideias da cultural popular. Como um adimirador da trupe O Tatro Mágico, não deixarei de ir, mas meio decpicionado com essa oranização.

Um abraço a todos!

Sando Souza.